28 de abril de 2014

Sugestão de Leitura - 5 Dicas para você "Soltar sua Imaginação"

Dicas de Leitura do Centro de formação continuada Profº Paulo Freire


GALDINO, Jefferson - O peralta

Você conhece algum cachorro muito peralta, esperto e brincalhão? Pois aqui você vai ver um que, além de 
tudo isso, também é muito curioso e só quer saber de diversão. E aí que começam várias confusões ...




CORALINA, Cora - A menina o cofrinho e a vovó

Uma menina e sua avó. Mesmo distantes, que tesouros elas trocam? Nesta história, Cora Coralina conta como uma avó trabalhadeira recebeu um presente simples e generoso da neta. Um presente que ajudou a avó a realizar seu sonho. E, como entre avós e netos a moeda de troca é variada, como será que avó agradeceu?


MORAES, Vinicius - O poeta aprendiz

A primeira versão de "O Poeta Aprendiz" foi escrita por Vinicius de Moraes em 1958, em Montevidéu, e foi incluída no livro "Para Viver um Grande Amor", de 1962. Anos depois, o poema viraria canção, em parceria com Toquinho. Agora, volta num livro-disco idealizado por Adriana Calcanhotto, que interpreta a música e assina as ilustrações. A história da canção é curiosa. Toquinho começou a musicar um trecho do poema na Itália, em 1968, sem contar a Vinicius. Depois de trabalhar algum tempo na adaptação, viu-se diante de uma dificuldade que o impedia de continuar, e acabou por revelar a idéia ao parceiro. Vinícius se entusiasmou com o projeto, e a canção foi finalmente gravada pela dupla em 1971. O livro-disco foi concebido por Calcanhotto como um presente para Nina, afilhada da cantora e bisneta de Vinícius. Os versos falam de um menino que sonha em ser poeta e descrevem o universo infantil de forma bem-humorada. A linguagem rica e divertida é ressaltada pelo glossário desta edição, que além de explicar algumas palavras chama a atenção para a curiosidade do poema.


HOSSEINI, Khaled - O caçador de pipas em quadrinhos

'O Caçador de Pipas' procura contar a história de Amir, um afegão há muito imigrado para os Estados Unidos, que se vê obrigado a acertar as contas com o passado e retornar a seu país de origem. O ponto de partida do livro busca ser a infância do protagonista, quando Cabul ainda não era a capital do país que foi invadido pela União Soviética, dominado pelos talibãs e subjugado pelos Estados Unidos.


OTERO, Regina - Ninguém é igual a ninguém. O lúdico no conhecimento do ser

Este livro pode ser utilizado em trabalhos de Orientação Educacional ou aproveitamento como material de suporte em todas as matérias do curriculum escolar; pois o personagem será a própria criança que irá utilizá-lo.