8 de dezembro de 2015

Nossa Língua Digital forma alunos de oito escolas municipais


Aproximadamente 300 alunos das 5ª séries das escolas municipais (Euclides Marcolla, Dom Bosco, Dom Pedro I, Castro Alves, Santos Dumont, Maria Emília, Paulo Freire e Fabiano Braga Cortes) participaram na segunda-feira (7) da formatura do programa "Nossa Língua Digital". 
Realizado pelo Instituto Jaborandi em parceria com a Klabin e a Prefeitura de Telêmaco Borba, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), o programa trabalha competências básicas do processo de comunicação, ao mesmo tempo em que promove a reflexão sobre o exercício da cidadania e introduz os jovens participantes no mundo da informática e da internet, aliando atividades on-line e presenciais.

Em Telêmaco Borba, o projeto foi iniciado em 2009 e oportuniza aos alunos participarem durante o ano de trabalhos, pesquisas que resultam no final da atividade na elaboração de um jornal. Todo o trabalho é realizado no computador e abordam temas como identidade, família, drogas, sexualidade e meio ambiente.
A solenidade de formatura teve apresentações culturais e a entrega do certificado de participação. O prefeito Luiz Carlos Gibson falou da importância da tecnologia para o aprendizado. "Vivemos a era digital, e Telêmaco Borba é destaque. Fomos premiados pelo trabalho de inclusão digital com o TB Digital, e isso nos dá motivos para trabalhar sempre buscando o novo", frisou. 
A tecnologia é uma ferramenta de trabalho na escola, e de acordo com o secretário municipal de Educação Celso Augusto de Oliveira, ela está sendo oportunizada e utilizada nas escolas. "Mais uma vez estamos colhendo os frutos desse projeto", enfatizou. 
Participaram também da formatura a coordenadora de Projetos Educacionais da SME Luziane Iucksh, a coordenadora geral do Programa "Nossa Língua Digital" Elvira Nadai e a coordenadora regional do programa Rosane Favaretto Lazzarin.
O Programa conta com os trabalhos das professoras Adriana Ferreira de Andrade (coordenadora municipal na parceria Klabin/ Instituto Jaborandi) e com o apoio da coordenadora do Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) professora Giseli Cristiane da Silva. As estagiárias Crislaine Aparecida Ribeiro e Poliana Pietrochisnki acompanham todo trabalho.