25 de janeiro de 2016

Secretário vai a Brasília debater novas estratégias para a Educação Nacional e contribuir com documento para a Base Nacional Comum Curricular da Educação Básica


O secretário municipal de Educação de Telêmaco Borba, Celso Augusto Souza de Oliveira, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação seccional Paraná (Undime/PR), esteve em Brasília onde participou de eventos promovidos pelo Conselho Nacional Representantes da Undime Nacional. 
Os encontros, que tiveram início segunda-feira (18/01) e foram concluídos nesta quinta (21/01), contaram com a participação do Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e reuniram dirigentes municipais de Educação de todos os estados do Brasil. Além do planejamento das ações estratégicas da instituição, outro objetivo das atividades promovidas pela Undime Nacional foi a formatação de um documento preliminar da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Esta demanda foi apresentada pelo Ministério da Educação (MEC) em 2015, em cumprimento ao Plano Nacional de Educação. Os dirigentes municipais trabalharam os componentes curriculares em grupos: Língua Portuguesa, Artes, Educação Física, Matemática, Ciências da Natureza, História, Geografia, Ensino Religioso, Educação Infantil, Educação Especial, Língua Estrangeira.  Próximo de encerrar o prazo de contribuições para a consulta pública sobre a BNCC intensificam-se os debates. O último balanço divulgado pelo MEC informa que o documento já recebeu mais de 9,8 milhões de contribuições.
Além do Ministro da Educação Aloizio Mercadante, que participou da abertura do evento, estiveram presentes mais de 100 conselheiros municipais dos 26 estados brasileiros e de representantes de instituições ligadas à área de educação, como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do Movimento pela Base Nacional Comum . O principal objetivo de se construir um documento para uma Base Nacional Comum Curricular é de estabelecer os conhecimentos e habilidades essenciais, que todos os estudantes brasileiros precisam em sua trajetória na educação básica, desde a educação infantil até o ensino médio. A BNCC busca promover equidade na formação dos alunos e servirá de instrumento para os professores em sala de aula. A proposta é que 60% do currículo seja destinado à Base Nacional Curricular e 40% à Base Diversificada, que respeitará as particularidades de cada região.
Em Telêmaco Borba, a discussão do documento base já ocorreu nas escolas da rede pública e as contribuições encaminhadas no final do ano passado ao MEC. A Undime/PR também participou das discussões em âmbito estadual.